top of page
Buscar
  • Foto do escritorEquipe ENE

Co-Criamos sempre mais daquilo que reconhecemos.


Nós criamos a nossa realidade a partir do que reconhecemos, então se queremos criar coisas diferentes no futuro precisamos mudar a percepção que temos sobre as experiências agora; precisamos ampliar a percepção sobre as experiências, pois criamos sempre mais daquilo que reconhecemos.


Uma mínima mudança na percepção da realidade é suficiente para vermos o encadeamento de efeitos no fluxo da vida.


Acontece que ao invés de apreender as experiências e evoluir com elas, nós as transmutamos em ansiedade e vivemos cada vez emaranhados num movimento frenético que equivocadamente chamamos de ritmo.


Vivemos ansiosos, colocando pressão para que mais coisas aconteçam no futuro; estamos cada dia mais preocupados com o depois e não percebemos a experiência que está acontecendo agora.


Quanto aprendizado estamos deixando de perceber?

Com vamos mudar a percepção da realidade sem ao menos olharmos para ela?


Não existe nada acontecendo no futuro. Nada.


Então, se vivemos olhando o futuro, estamos vivendo olhando para o nada, enquanto a vida nos escapa em tantos instantes de ausência.


Existe uma vida fluindo agora e é no fluir da vida leve que cocriamos as melhores coisas, sem ansiedade, sem pressão, sem pressa.


Ação e esforço corretos, sem demandas desnecessárias de energia. Não é da natureza o cansaço ou a pressa, enquanto o descanso é sábio. O fluxo é o equilíbrio.


Se sabemos que existe um fluxo orientando a vida e confiamos neste fluxo, nunca há espera, mas sim a consciência do tempo para todas as coisas.


Temos falado insistentemente que soltar é o que de mais sábio podemos fazer para cocriar; soltar é a grande sabedoria da vida; mas só é possível soltar se confiarmos verdadeiramente no Fluxo Divino.


Se queremos despertar cada vez mais para o potencial criativo da Centelha Divina e assim cocriar nossa vida para o Bem Maior precisamos prestar atenção na realidade que se manifesta agora, não depois; realidade que está acontecendo no Fluxo Divino; para isso é preciso aquietar, desacelerar, acalmar e isso torna o silêncio algo essencial.

Silêncio. Calmaria interior.


Silêncio é essencial para criar o ambiente interno; um espaço da alma que auxilia na mudança da percepção sobre as experiências que vivenciamos e assim podemos atribuir novo sentido dependendo da forma como conseguimos apreender, compreender a experiência.


Silenciar não é uma tarefa fácil.


Não é raro os pensamentos fazerem algazarra, causando tumulto e agitação, como vozes estridentes e espalhafatosas. A mente é muito barulhenta. Mas, é preciso silenciar, acalmar, serenar. É preciso observação e muita dedicação a esta tarefa.


Meditação, contemplação, oração são atividades que contribuem demais para o silêncio interior, mas também é necessário cuidar dos ambientes, da comunicação, das relações, pois como vamos silenciar o interior se o entorno está repleto de ruídos de todos os tipos?


Dedicar mais tempo ao silêncio pode trazer resultados extraordinários no que diz respeito à atenção plena ao agora, compreensão da experiência e consequente mudança da percepção da realidade.


Nessa jornada de evolução muitos elementos são essenciais ao despertar. O silêncio sem dúvidas é um desses elementos.


Experimente. Olhe para a realidade que se apresenta agora, permita-se viver e apreender as experiências, sem pressa pelo futuro.


Faça silêncio sempre que puder e perceba toda mudança de percepção sobre as experiências que ocorrer.


É assim que transformamos a realidade. Sem pressa. No Fluxo.

Com todo meu amor,

Valéria Campos


Mesmo acreditando que existe algo muito maior sustentando a vida, nossa confiança ainda é frágil e oscilante.

E isso nos impede de viver com alegria a perfeição do Fluxo Divino.

Acreditamos no que vemos e experimentamos neste plano.

Acreditamos no tempo que reconhecemos.

E sabemos que nossa mente reconhece predominantemente o passado e o futuro.

Ficamos presos aos desejos e ao tempo.

E não percebemos o Fluxo Divino agindo agora.

Confiamos mesmo no Todo, em Deus, no Criador?

Confiamos o suficiente para soltar?


 
MEDITAÇÃO GRATUITA

Amor.

Amor é a nossa essência, porque o Todo é amor e nós somos Centelhas do Todo.

Alegria. Alegria é a energia de todas as possibilidades Compaixão. O entendimento da unicidade. Somos Todos Um. Acolhimento. Dar e receber. É o exercício do amor. É a alegria que fala: é possível, estou aqui, vamos juntos. Compaixão é Deus em ação. Para Cocriar com o Todo é preciso ser Amor, Alegria e Compaixão.


Posts recentes

Ver tudo

4 comentarios


Maria Aldina Silva Ferreira ou Ferreira
Maria Aldina Silva Ferreira ou Ferreira
06 oct 2021

Gratidão ❤️🇵🇹

Me gusta

Maria Aldina Silva Ferreira ou Ferreira
Maria Aldina Silva Ferreira ou Ferreira
06 oct 2021

Sempre ouvi os mais velhos dizer que o "silêncio vale ouro."ou." O silêncio é a alma do negócio " Aprendi a valorizar o silêncio porque ele hoje o meu maior amigo. Gratidão Valeria por este texto ❤️😘🇵🇹🌹

Me gusta

Maria Aldina Silva Ferreira ou Ferreira
Maria Aldina Silva Ferreira ou Ferreira
03 oct 2021

Aceito todas as experiências mesmo amenos boas essas são os meus stos de consciência porque me ensinam e me purificam. Me conduzem ao meu eu mais profundo provocam expansão de consciência. Esse é o caminho. Gratidão. Este mês Comemoro os 4 anos de aluna e cliente de Hélio Couto. Gratidão 😍🇵🇹❤️

Me gusta

MARIA
MARIA
20 sept 2021

Gratidao

Me gusta
bottom of page