• Equipe ENE

Somos Luz e Somos Sombras.



Compreendida a partir dos estudos de Carl Gustav Jung as sombras formam o conjunto de emoções e sentimentos que se transformam em comportamentos não aceitos. É a nossa parte “feia” e inaceitável.


A sombra é a parte rejeitada em nós e essa rejeição não nos permite viver a totalidade do potencial de cocriação.


Quando rejeitamos ficamos incompletos e nos tornamos insuficientes para nós mesmos. Incompletude é falta e falta é escassez.


Rejeitar a sombra é rejeitar a humanidade em nós e quando fazemos isso, rejeitamos a humanidade nas outras pessoas também.